segunda-feira, 17 de junho de 2013

diário de Vitor Gaspar (em formato bloco de notas quadriculado)

Segunda Feira, 17 de Junho de 2013

 You should reach the limits of virtue, before you cross the border of death.
Tyrtaeus, poeta de esparta.

Dormi 7 horas. 
Peso: 72.3kg. 

Tempo de percurso casa-trabalho: 24 minutos e 12 segundos. O senhor Artur voltou a optar por percurso pela Infante D. Henrique.  Resultado: dispêndio estimado de mais 4% de tempo útil. Motivo: obras no Cais do Sodré. Lamentável apego a velhos hábitos. Indagar junto de Fatinha quanto custa reestruturar o senhor Artur e ver se já está amortizado.

O senhor Artur fuma. Pela tosse desta manhã, podemos estar na iminência de um encargo substancial em quimioterapia. Pedir à Fatinha se o plano de saúde de Artur faz hedging disso. Em caso afirmativo, alterar lei. Em caso de resistência à alteração à lei, alterar lei que regula resistências a alterações de leis.

Nem de propósito, Fatinha diz que hoje houve greve de professores porque tinha um filho que ia fazer exame de português. Não li nada sobre isso no Ecomonist. E nem sabia que havia exames de português. Para quê? Indagar se é mesmo necessário. Gostava de ser informado destas coisas a tempo. 

Não sabia que Fatinha tinha filhos e já está comigo há 3 anos neste gabinete. Indagar se Fatinha planeia ter mais filhos e ponderar ter outra administrativa. Portfolio insurance.

FENPROF diz que 90% dos professores fizeram greve. Ministério diz que 70% dos alunos fizeram exame. Se com10% de professores, 70% dos alunos fizeram exame, pela regra de três simples, dá que com 14,3% do total de professores, 100% dos alunos faziam exame. Logo, mais de 85% dos professores são excedentários. Almoçar com Nuno Crato e apresentar-lhe proposta. Alternativa mais dura: despedir os 90% de professores que fizeram greve e 30% dos alunos. 

Estive a ver números. O rácio professor aluno em Portugal é de 1 professor por cada 8 alunos. Em França é 1 por cada 12 e na Alemanha 1 por 15. Apresentar em Conselho de Ministros o conceito de professor de Esparta. Se 300 chegaram para infligir mais de 10 mil baixas nos persas, precisamos apenas de 1 professor de Esparta por cada 33 alunos. O rácio do México

 A Lagarde telefonou-me. É boa profissional, mas um pouco soft e com as tradicionais oscilações sentimentais das mulheres. Num dia está a ser razoável e a ver claro, no outro diz que não pode ser só austeridade. Pelo menos não é completamente histérica como a Françoise Hollande.

10 comentários:

Jibóia Cega disse...

Consigo imaginá-lo a pensar isto em voz alta com o seu ar estupidamente grave.

Tolan, posso convidar-te para cabeça de lista para a JF do Socorro agora nas autáquicas?

A Bomboca Mais Gostosa disse...

Assustadoramente real caro Tolan.

hmbf disse...

E não bateu uma a olhar para os gráficos do FMI?

Smelly Cat disse...

Aposto que é assim que o Gasparzinho toma as suas sábias decisões...

M D Roque disse...

Consigo vê-lo com aquela expressão sem expressão a ter esta conversa consigo próprio e tirar apontamentos.
Não te importas que partilhe pois não ?

Tolan disse...

Claro que não!

1 Gaspar ilustrado disse...

Iço ja foi tudo escrito à muinto tempo:

http://youtu.be/tuurlWNha94

Peppy Miller disse...

a regra de 3 simples está simplesmente geneial. Ai se ele lê o teu blog.. lol

Feliz disse...

Muito bom Tolan! :P
Uma pessoa tem de levar isto com humor, se não está feito! :P

Partilhei!

Anónimo disse...

muito bom, então o final é magnifico